Santa Maria (da Boca do Monte) – Brasil

Santa Maria, muitas vezes chamada carinhosamente de Santa Maria da Boca do Monte, é um município brasileiro do estado do Rio Grande do Sul. A cidade de SM fica em uma região bem central do estado, o que a faz ser referenciada muitas vezes como “o coração do Rio Grande”.

Segundo o IBGE, a cidade possui quase 300 mil habitantes, segundo senso de 2015, sendo considerada uma cidade de médio porte. Ainda assim, firma-se como a 5ª cidade mais populosa do estado do Rio Grande do Sul. Destaca-se que boa parte da população da cidade é composta por estudantes e militares.

Pertence à cidade a Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), uma das maiores e mais renomadas Universidade Públicas do Brasil. A UFSM conta atualmente com mais de 27.000 alunos, divididos em cursos de graduação e pós-graduação.

Além da UFSM, a cidade conta com mais várias outras Universidades e Faculdades, tais como: UNIFRA, FADISMA, IFFar, ULBRA, FAMES, FAPAS, FISMA, UNINTER, FAEL, etc. Por ter uma grande quantidade de instituições de ensino, a cidade é conhecida como “cidade-cultura”.

Os primeiros habitantes conhecidos da região atualmente ocupada pelo município de Santa Maria foram os índios minuano e tapes (exemplares ainda são encontrados vagando pelas ruas de SM nos dias de hoje). A surgiu a partir de acampamentos de uma comissão demarcadora de limites entre terras de domínio espanhol e português que passavam pela região. Os acampamentos eram montados onde hoje localiza-se a Praça Saldanha Marinho.

Atualmente, a economia da cidade depende muito do serviço público: Santa Maria destaca-se (negativamente) na região, no estado e no país por essa questão.

A cidade destaca-se também por ser a segunda cidade do Rio Grande do Sul em números de pessoas ricas, sendo a segunda cidade do estado com maior número de pessoas das classes A e B.

No dia 27 de janeiro de 2013, Santa Maria tornou-se conhecida internacionalmente em decorrência de uma grande tragédia que abalou a cidade. Um incêndio na boate Kiss, localizada no centro da cidade, matou 242 pessoas e deixou mais de 600 feridos.